quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

A pessoa certa

Nunca procurei a mulher dos meus sonhos, apenas alguém que nem me fizesse querer sonhar. Alguém que eu não mais quisesse largar, que me deixasse com aquela vontade de falar pela noite ou madrugada dentro.
No fundo alguém com quem passar bom tempo, tão bons momentos que nem desse fé do tempo passar.

De certo modo, alguém que me deixasse sem sono, apoderando-se de mim uma vontade enorme de preencher cada minuto com um sorriso ou com um beijo intenso.

Até porque se estipulas o tipo de pessoa que queres, ao pormenor, à mínima falha ou diferença entre ti e essa pessoa, vais acabar por perder grande parte do interesse.

E se essa pessoa fosse a tal?
A pessoa certa?
Por quem esperaste este tempo todo?

Se tens essa oportunidade, não a desperdices.
Dá o braço a torcer quando for preciso, mas também não o torças demais, se não quem se magoa és tu.
E sobretudo tem calma, joga pelo seguro. 
Não te deixes levar por palavras, dicionários não fazem pessoas felizes.

E já que o amor é cego, deixa-o escolher à vontade a pessoa certa para ti.
E não te esqueças, a pessoa certa, só aparece na hora certa.


Tudo bem que o cupido nem sempre tenha boa pontaria, mas também já viste a pressão que fazemos sobre ele?
E o mais irónico é que após este tempo todo, ele ainda continua solteiro..

O que tiver de acontecer, acontece.
Quem tiver de aparecer, aparece.
Se essa pessoa for a errada, ela desaparece.
E se for a mais certa para ti, ela permanece.

E se tiver de voltar, volta. 
Independentemente de se passarem semanas, meses ou até anos.
Não há borracha que apague um amor profundo, fica sempre a marca.

E não há regra, lei ou fórmula específica que determine o amor.
É como matemática, deveria ser sempre 1+1=2. 
Mas até esta simples conta tem mais problemas do que aparenta.

Faz bem os teus cálculos, estuda (a pessoa) o suficiente para apresentares o resultado final (relação) com segurança. 
Não queiras copiar pelos outros (namorar porque outros namoram), faz as coisas com paciência, pela certa e terás uma boa nota no final (felicidade).

Tu defines, tu escolhes, tu tens mais poder do que julgas.

6 comentários:

  1. Em primeiro, Quero dizer que adoro os teus textos, transmitem mesmo muito sentimento, e eu gosto. :)

    "E se tiver de voltar, volta.
    Independentemente de se passarem semanas, meses ou até anos.
    Não há borracha que apague um amor profundo, fica sempre a marca."

    E quando se sente cansada de voltar? De " voltar-mos", mas e depois voltar a arrepender por ter perdoado? perdoado palavras feias, que alguém que se diz e é namorado pronuncia :( No fundo perdoo porque não quero perder mas essa pessoa não muda e faz sofrer de novo. Serei eu parva em perdoar e perdoar, para depois sofrer . :( Será que tenho mesmo de esquecer essa "marca", tudo para eu não sofrer? Apesar dos momentos felizes, porque sim eles existem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de perdoares o quer que seja, tens de pensar em ti primeiro.
      Se essa pessoa te magoou anteriormente, não quer dizer que o volte a fazer, mas é possível também.
      Tens de dar tempo, analisar as coisas com calma para evitar que sofras novamente. Se fores mais feliz sem essa pessoa, é preferível estares assim do que estares com ela e sofreres constantemente.

      Eliminar
  2. De certa forma gostava de conseguir esquecer, mas.... Não consigo ser tão forte assim, por se tratar de um grande sentimento. Já perdoei palavras imperdoáveis para qualquer mulher. Nem com isso ele mudou, Culpa será minha talvez por ele agora ser cruel sem medo de perder por achar que irei perdoar sempre. Talvez por isso não sei... Gostava de ter força para me amar mais a mim :(

    Obrigada por me teres respondido. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o sentimento é de facto forte e essa pessoa te marcou mesmo, não será assim tão fácil esqueceres e seguires em frente, podes te mentalizar disso.
      No entanto não tens de perdoar as ditas "palavras imperdoáveis para qualquer mulher" só porque gostas dele, ou porque tens medo de o perder.
      Tens que te impor, mostrar-lhe que tudo tem um limite e que também mereces respeito. Mostra também que se certas atitudes dele não mudarem, é ele quem corre o risco de te perder, não podes ser sempre tu a correr atrás.. E se ele mudar, óptimo para ambos e para vossa relação, se não acaba por te perder. E aí tu verás o tamanho do sentimento dele em relação a ti. Ou muda e volta, ou continua assim e perde alguém que gostava mesmo dele.

      Ora essa :)

      Eliminar
  3. Uma óptima resposta!
    Desculpa o desabafo.. .
    Continua, tens de verdade muito jeito :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. À vontade para qualquer tipo de desabafo.
      Obrigado :)

      Eliminar